Neil "Old Man" Young

Originally posted 2014-02-23 19:52:13.

splash
Neil Young transformou-se para mim, há muitos anos, numa referência musical e poética. É certo que a sua carreira musical tem conhecido alguneil youngns altos e baixos, como quase tudo, mas tal facto não deslustra um dos maiores músicos que a música popular já conheceu. A minha adolescência foi vivida muito ao som de NY, em namoros, em circulos de amigos, em bebedeiras quase letais, em discussões existênciais, em depressões e festejos. Daí esta simpatia pelo homem, pelo músico e pelo poeta.
Pelo ridiculo da questão talvez não devesse mencioná-lo aqui, mas o facto é que um dos meus desejos a concretizar antes de me juntar ao criador, era o de ver NY ao vivo. Fi-lo há uns anos em Vilar de Mouros, 13 de Junho de 2001, debaixo de uma chuva miudinha que paulatinamente me foi humedecendo os ossos, enquanto o “J” se queixava das hemorróidas, por permanecer tanto tempo em pé. A chuva apenas deu um toque mais poético ao momento. As hemorróidas um sainete de realismo.
No entanto, estava satisfeito o desejo. O criador tinha sido bondoso. Talvez devesse assistir a uma missa!…
A titulo de curiosidade aqui fica o alinhamento do concerto em Vilar de Mouros, com os Crazy Horse:
1.Don’t Cry No Tears
2.I’ve Been Waiting For You
3.Love And Only Love
4.Piece Of Crap
5.Going Home [nova nesta tournée]
6.Hold You In My Arms * [nova nesta tournée]
Solo/Acoustic set:
7.From Hank To Hendrix
8.Heart Of Gold
9.Pocahontas
10.After The Goldrush [com pump organ]
Com os Crazy Horse outra vez:
11.Hey Hey My My
12.Sedan Delivery
13.Like A Hurricane
Encore
14.Rockin’ In The Free World *
15.Powderfinger *
16.Welfare Mothers *
17.Roll Another Number (For The Road) *
18.Tonight’s The Night *
*Pegi e Astrid Young coros nestas canções

O mercado põe agora os olhos e, sobretudo, os ouvidos, numa gravação realizada em 1971, no Massey Hall, no qual Young interpreta alguns dos seus melhores temas de sempre. Fica aqui, retirada do seu MySpace, a possibilidade de ouvir e ver uma amostra do que traz o pacote. É só clicar na imagem em cima.

Monumentos aos Descobrimentos

Quem somos, afinal?

Originally posted 2014-02-23 19:51:51.

Na net circula um montão de lixo que nos entope as caixas de correio. Desde os pedidos de ajuda fictícios aos avisos mais imbecis. Ignora-los é a regra. Contudo, recebi hoje uma verdade absoluta, a propósito de Portugal e do ser português. E tanto assim é que não resisti a publica-la aqui no Planeta dos Catos.
Então é assim a estória:

Monumentos aos Descobrimentos
foto: autor desconhecido

Era no tempo em que, no Palácio das Necessidades, ainda havia ocasião para longas conversas. (mas podia passar-se hoje…).
Um jovem diplomata, em diálogo com um colega mais velho, revelava o seu inconformismo. A situação económica do país era complexa, os índices nacionais de crescimento e bem-estar, se bem que em progressão, revelavam uma distância, ainda significativa, face aos dos nossos parceiros. Olhando retrospetivamente, tudo parecia indicar que uma qualquer “sina” nos condenava a esta permanente “décalage”. E, contudo, olhando para o nosso passado, Portugal “partira” bem:
– Francamente, senhor embaixador, devo confessar que não percebo o que correu mal na nossa história. Como é possível que nós, um povo que descende das gerações de portugueses que “deram novos mundos ao mundo”, que criaram o Brasil, que viajaram pela África e pela Índia, que foram até ao Japão e a lugares bem mais longínquos, que deixaram uma língua e traços de cultura que ainda hoje sobrevivem e são lembrados com admiração, como é possível que hoje sejamos o mais pobre país da Europa ocidental.
O embaixador sorriu, benévolo e sábio, ao responder ao seu jovem colaborador:
– Meu caro, você está muito enganado. Nós não descendemos dessa gente aventureira, que teve a audácia e a coragem de partir pelo mundo, nas caravelas, que fez uma obra notável, de rasgo e ambição.
– Não descendemos? – reagiu, perplexo, o jovem diplomata – Então de quem descendemos nós?
– Nós descendemos dos que ficaram por aqui…

Mudar mentalidades!

Originally posted 2014-02-23 19:51:40.

Empreendedorismo!

Já uma vez tive oportunidade de dizer que circula imenso lixo pelos nossos emails vindo dos quatro cantos do mundo. Desde previsão de cataclismos, até à pornografia, passando pelas correntes que se forem quebradas, no minimo, cai-nos o céu em cima.
Alguns, contudo, têm interesse, algum interesse. Vêm neste extrato do programa “Prós e Contras” da RTP 1, algum interesse?

 Miguel – Prós e Contras (20-06-2011) from José Carlos Oliveira on Vimeo.