Arraial Pride 09

Originally posted 2018-02-06 18:38:18.

Arraial Pride Lisboa, Junho de 2009

PLASTIC PONEY
Badlovers & Histeria Ibérika

Nos idos de Junho do ano que agora se aproxima do seu termo, teve lugar, junto à Torre de Belém, o Arraial Pride 09. Um evento que agrega o género Lésbica, Gay, Bissexual e Transgénero e celebra o direito à diferença, constituindo-se também como uma oportunidade para veicular as reivindicações que as associações LGBT pretendem ver satisfeitas na luta pela igualdade na diferença.
Este ano comemoraram-se os 40 anos de Stonewall, e os 25 anos da morte de António Variações.
Nota histórica: “A Rebelião de Stonewall foi um conjunto de episódios de conflito violento entre gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros e a polícia de Nova Iorque que se iniciaram com uma carga policial em 28 de Junho de 1969 e duraram vários dias. Tiveram lugar no bar Stonewall Inn e nas ruas envolventes e são largamente reconhecidos como o evento catalizador dos modernos movimentos em defesa dos direitos civis LGBT. Stonewall foi um marco por ter sido a primeira vez que um grande número de gente LGBT se juntou para resistir aos maus tratos da polícia para com a sua comunidade, e é hoje considerado como o evento que deu origem aos movimentos de celebração do orgulho gay.” In http://pt.wikipedia.org/wiki/Rebeli%C3%A3o_de_Stonewall
Do cartaz constavam, segundo o alinhamento anunciado para o palco principal:
Plastic Poney
BadLovers & Hysteria Iberika
Deborah Kristall & Companhia
Les Baton Rouge
La Terremoto de Alcorcon
Dj: Miss T & Hush Hush
Vj Phaustino
A noite era de verão, mas a chuva acabou por aparecer. No entanto, as actuações foram-se sucedendo e a água só veio animar ainda mais a já de si entusiasmada festa LGBT.
Apesar de tanto ânimo, São Pedro deu-me apenas condições para fotografar as actuações de PLASTIC PONEY e BADLOVERS & HYSTERIA IBÉRIKA. Aliás, estas fotos estão já na Galeria, apesar de só hoje as anunciar ao mundo. Géneros musicais diferentes, mas ambos contagiantes: Todos Diferentes, Todos Iguais!
Não sejam tímidos e apareçam para o ano, mesmo que, como eu, sejam Hetero!
See ya!

ISB Woodstock 9.06 min

Originally posted 2018-01-29 16:22:17.

incredible-string-band-and-shirley-collinsWhen you find out who you are

According to the Woodstock web-site, the ISB’s set at this legendary festival consisted of three songs ‘Catty Come’ (believed to be a misheard line from ‘The Letter’), ‘This Moment’ and ‘When You Find Out Who You Are’, though in Robin’s sleeve notes to the recent Elektra CD reissue of ‘U’ he says that he also performed ‘Invocation’ to ‘the muddy hordes of Woodstock’. A short clip of the band performing ‘When You Find Out Who You Are’ was broadcast on British TV a few years ago as part of a Woodstock anniversary series of programmes. These programmes, ‘Woodstock Diaries’, have now been issued on DVD (Warner Brothers DVDSV3001D). The ‘I Looked On’ video contains this clip and a longer version (though still incomplete and in poorer quality), including footage of the band arriving at the festival site by helicopter! MPEG videos of the band’s appearance have recently surfaced, these include the full versions of ‘The Letter’ and ‘When You Find Out Who You Are’, along with a partial ‘This Moment’. The picture quality is pretty rough, but until this stunning find it was thought that no other footage of the band’s appearance existed!

As found here:

Cuidado com o cão!

À luz escassa do monitor deste portátil e a coberto da noite, após um louco e fogoso momento de amor, veio-me novamente à ideia um dos maiores e, porventura, mais subestimado tocador de Blues do século passado: Hound Dog Taylor! E veio-me à ideia não por questões de natureza amorosa, mas porque durante o dia ouvi pela enésima vez, alguns excertos de um dos seus discos…

WILCO no Coliseu

Originally posted 2018-01-21 13:03:20.

15 anos e 10 álbuns

15 Anos e 10 álbuns após o seu nascimento em Chicago, Illinois, os WILCO trouxeram a sua música a Portugal, pela mão da SMOG – Produções Culturais. Braga e Lisboa foram os pontos de passagem.
Desde a edição conturbada do quarto álbum da banda, Yankee Hotel Foxtrot (2002), que levou os WILCO a serem despedidos da Reprise Records e a editar o disco através de uma outra subsidiária da Warner Music Group, a Nonesuch Records,que os media lhe têm dedicado especial atenção.
Ao quinto disco, A Ghost Is Born, os WILCO, um dos arautos da designada musica alternativa, venceram o Grammy Awards para Best Alternative Music Album e Best Recording Package.
As influências dos WILCO encontram raízes nas gravações realizadas entre 1966 e 1974, por nomes como NEIL YOUNG, JOHN CALE, JOHN LENNON E BRIAN WILSON e foi isso que no dia 31 p.p. levaram ao Coliseu de Lisboa: uma música multifacetada e impressionista.
Sobre o concerto em si, não podemos dizer realmente muito. A Hard & Heavy estava lá para fotografar os três primeiros temas e como não foi permitido aos fotógrafos assistir ao restante do concerto, além das generalidades acima, só as fotografias podem testemunhar o empenho que uma publicação como a nossa, da área da música mais pesada, demonstra na divulgação de outros valores e outras “ondas”, permitam-nos a expressão. O nosso interesse é especificamente profissional e de divulgação cultural, tal como a SMOG, mas não podemos “esticar-nos” muito quando a divulgação cultural não é vista por todos os intervenientes da mesma forma.
Stay Heavy.

Fonte: www.hardheavy.com
Texto e Fotos: Arlindo Pinto


Clicar na foto para voar até à Galeria (vocês ainda não sabem isto? irra!)

MAMUTIS MUTANTIS

Originally posted 2015-02-04 00:18:35.

MAMUTE + MARBLES + DAWNRIDER NO MUSICBOX, 21.05.2009

Por aqui isto tem andado muito calmo…
De Guimarães já perguntaram o que se passa!
Há umas quantas histórias para terminar. As aventuras do Peres as lutas entre os Segomo e os Tutates nas estepes e ainda uma outra, a de Jimi de El Paso.
A fotografia tem-me ocupado grande parte do tempo, entre a captura e a edição das imagens. Além disso estou a mover a antiga galeria, aos poucos, para o novo formato.
Como a actividade fotográfica se tem centrado na fotografia de concertos, é disso que tem vivido o site, o Myspace e o Flickr.
Contudo, aqui nada fica pendurado, pelo que as histórias hão-de todas ter um fim.
Continuando na esteira do Rock’n’Roll, no dia 21 estive novamente do Musicbox, para assistir ao lançamento do segundo CD dos DAWNRIDER, que tiveram como bandas de suporte, chamemos-lhe assim, os MAMUTE e os MARBLES. Tudo bandas que se movem na área do Stoner Rock, Metal, Psicadélico e Blues, com influências muito próximas.
Para variar (mesmo) cheguei atrasado ao evento, pelo que já mal pude assistir à actuação dos MAMUTE. Os MAMUTE são um duo, guitarra e bateria, a seguir mais de perto num futuro próximo. Estão próximos dos BLACK SABBATH, praticando um rock primitivo e duro. Fiquei com a ideia de que um baixista, daria mais volume ao seu som, mas eles é que sabem…
Já os MARBLES deu para ver e fotografar do princípio ao fim e a mim, que não sou nem pretendo ser crítico musical, deu-me a ideia que o género lhes dá para o STONER. E muito bem, por que eu gosto… Fiquei maravilhado com a banda. Espero que continuem no bom caminho, que é o caminho das pedras. Quem não gosta, pronto, temos pena!
Os DAWNRIDER apresentaram o seu mais recente trabalho. São uma banda da área do METAL do género CATHEDRAL, o que a mim muito me apraz. Gosto do som da banda e o novo trabalho vem na esteira do primeiro, alternando ritmos lentos com outros mais cadenciados e rápidos.
A noite foi proveitosa. As fotos ficam na galeria ROCK PHOTOS, como não podia deixar de ser, e acedem daqui clicando nas fotos, depois procuram!
See ya!