De Vénus para o planeta azul

Originally posted 2018-10-21 18:35:34.

Voltaram para exterminar

ValientThorrCARTAZEstiveram por cá em 2007, no Paradise Garage. Vieram de Vénus e aterraram, com o propósito de destruir cidades, retalhar milhares à sua passagem. Traziam mandato para fazer a primeira parte dos californianos FU MANCHU. E fizeram. Tão bem ou tão mal, que terminado o seu gig, os FU MANCHU, de créditos firmados na prvalientthorr_immortalizer500aça, pareciam estar a mais. Os VALIENT THORR, tinham enchido, e de que forma, as medidas de todos quantos estavam no Paradise. Para estes foi de facto o paraíso. Uma torrente incandescente de Rock’n’Roll muito suado, vindo da alma, vindo do corpo, de alguém que ama o que faz, como se disso dependesse a sua vida.
Ao que parece a 2 de Julho vão voltar, desta vez ao Musicbox. Temo que o palco desta sala seja pequeno para tão grande banda. Caramba, ficam com tão pouco para destruir!
Vêm apresentar o seu último album: IMMORTALIZER.
Os VALIENT THORR, são acima de tudo uma banda bem disposta e disposta a transpirar as estopinhas pela causa. É disso que o meu povo gosta: um outro Moisés, com outros mandamentos. O meu povo, aquele que se empurra e esgadanha para chegar perto do palco. O meu povo que bebe enquanto dança descontrolado e se estatela no chão inundado de cerveja.
Os fiéis devem estar no Musicbox no dia 2 de Julho.
Eu vou tentar trazer-vos imagens do que se passar por lá.
See ya!
clicar para ampliar imagens

Miss Lava

VALIENT THORR + MISS LAVA no Musicbox

Ó meus amigos, vocês pensam que isto é o quê? Ai o carago! Bem…
Hoje é sábado e no dia 22 os portugueses MISS LAVA abriram uma cratera de gigantesca dimensão de onde, além de lava incandescente, emergiu o próprio Lúcio Ferreira, mais conhecido por Lúcifer, aka, Valient Himself. Ah pois! Para ser sincero não sei como é que o Musicbox não pegou fogo e ardeu por completo, deixando apenas cinzas fumegantes com odor a rock’n’roll na Rua Nova do Carvalho (ainda por cima madeira)!

WILCO no Coliseu

Originally posted 2018-01-21 13:03:20.

15 anos e 10 álbuns

15 Anos e 10 álbuns após o seu nascimento em Chicago, Illinois, os WILCO trouxeram a sua música a Portugal, pela mão da SMOG – Produções Culturais. Braga e Lisboa foram os pontos de passagem.
Desde a edição conturbada do quarto álbum da banda, Yankee Hotel Foxtrot (2002), que levou os WILCO a serem despedidos da Reprise Records e a editar o disco através de uma outra subsidiária da Warner Music Group, a Nonesuch Records,que os media lhe têm dedicado especial atenção.
Ao quinto disco, A Ghost Is Born, os WILCO, um dos arautos da designada musica alternativa, venceram o Grammy Awards para Best Alternative Music Album e Best Recording Package.
As influências dos WILCO encontram raízes nas gravações realizadas entre 1966 e 1974, por nomes como NEIL YOUNG, JOHN CALE, JOHN LENNON E BRIAN WILSON e foi isso que no dia 31 p.p. levaram ao Coliseu de Lisboa: uma música multifacetada e impressionista.
Sobre o concerto em si, não podemos dizer realmente muito. A Hard & Heavy estava lá para fotografar os três primeiros temas e como não foi permitido aos fotógrafos assistir ao restante do concerto, além das generalidades acima, só as fotografias podem testemunhar o empenho que uma publicação como a nossa, da área da música mais pesada, demonstra na divulgação de outros valores e outras “ondas”, permitam-nos a expressão. O nosso interesse é especificamente profissional e de divulgação cultural, tal como a SMOG, mas não podemos “esticar-nos” muito quando a divulgação cultural não é vista por todos os intervenientes da mesma forma.
Stay Heavy.

Fonte: www.hardheavy.com
Texto e Fotos: Arlindo Pinto


Clicar na foto para voar até à Galeria (vocês ainda não sabem isto? irra!)

MAMUTIS MUTANTIS

Originally posted 2015-02-04 00:18:35.

MAMUTE + MARBLES + DAWNRIDER NO MUSICBOX, 21.05.2009

Por aqui isto tem andado muito calmo…
De Guimarães já perguntaram o que se passa!
Há umas quantas histórias para terminar. As aventuras do Peres as lutas entre os Segomo e os Tutates nas estepes e ainda uma outra, a de Jimi de El Paso.
A fotografia tem-me ocupado grande parte do tempo, entre a captura e a edição das imagens. Além disso estou a mover a antiga galeria, aos poucos, para o novo formato.
Como a actividade fotográfica se tem centrado na fotografia de concertos, é disso que tem vivido o site, o Myspace e o Flickr.
Contudo, aqui nada fica pendurado, pelo que as histórias hão-de todas ter um fim.
Continuando na esteira do Rock’n’Roll, no dia 21 estive novamente do Musicbox, para assistir ao lançamento do segundo CD dos DAWNRIDER, que tiveram como bandas de suporte, chamemos-lhe assim, os MAMUTE e os MARBLES. Tudo bandas que se movem na área do Stoner Rock, Metal, Psicadélico e Blues, com influências muito próximas.
Para variar (mesmo) cheguei atrasado ao evento, pelo que já mal pude assistir à actuação dos MAMUTE. Os MAMUTE são um duo, guitarra e bateria, a seguir mais de perto num futuro próximo. Estão próximos dos BLACK SABBATH, praticando um rock primitivo e duro. Fiquei com a ideia de que um baixista, daria mais volume ao seu som, mas eles é que sabem…
Já os MARBLES deu para ver e fotografar do princípio ao fim e a mim, que não sou nem pretendo ser crítico musical, deu-me a ideia que o género lhes dá para o STONER. E muito bem, por que eu gosto… Fiquei maravilhado com a banda. Espero que continuem no bom caminho, que é o caminho das pedras. Quem não gosta, pronto, temos pena!
Os DAWNRIDER apresentaram o seu mais recente trabalho. São uma banda da área do METAL do género CATHEDRAL, o que a mim muito me apraz. Gosto do som da banda e o novo trabalho vem na esteira do primeiro, alternando ritmos lentos com outros mais cadenciados e rápidos.
A noite foi proveitosa. As fotos ficam na galeria ROCK PHOTOS, como não podia deixar de ser, e acedem daqui clicando nas fotos, depois procuram!
See ya!

Punk patria nostra

Originally posted 2015-02-04 00:17:27.

FÁBRICA DE BRINQUEDOS + GAZUA + K203, MUSICBOX, 24.09.2009

No dia 24 passado (Setembro de 2009), no Musicbox, ali ao Cais-do-Sodré, esta sala lisboeta foi mais uma vez palco da celebração do punk rock nacional demonstrando que a glória do punk, ao contrário da do mundo não é passageira. Ali estiveram três bandas, todas para celebrar a edição do terceiro disco dos K203, “O FIO DA NAVALHA”, que, ao cabo e ao resto é onde andamos todos. Seja pelo temor do desemprego, seja pelo medo das escutas, seja pela prepotência do chefe, seja pelo imbecilidade de quem manda, seja ainda pela tristeza da justiça, seja pelos discos da LADY GAGA, temos sempre algo que nos traz num difícil equilíbrio, numa sobrevivência preocupada. Quem esteve no Musicbox, divertiu-se. Ficámos a conhecer os alentejanos FÁBRICA DE BRINQUEDOS, novos temas dos GAZUA e naturalmente o novo álbum dos K203. Ficam as Set Lists das bandas e como bónus um tema em vídeo dos GAZUA, um hino à resistência, que captei quando coloquei a camera de lado e agarrei no telemóvel. Cliquem nas Set Lists e vão passear até à Galeria. Se quiserem ver o video não se esqueçam de pausar o Mixpod aqui ao lado, senão é a loucura total… Fica, retirado das respectivas páginas do MySpace, um pouco das bandas para quem ainda não as conheça, o que só por si constitui crime de lesa majestade. FÁBRICA DE BRINQUEDOS Banda formada no Verão de 2005 em Santiago do Cacém, com alguma experiência de palco, já efectuou concertos um pouco por todo o lado no sul e centro do país, tocando com várias bandas conhecidas a nível nacional. A banda já foi composta por várias formações até à actual, que conta com Nato na voz, Hugo e Sabino nas guitarras, Coelho no baixo e Ricardo Barrinho na bateria. A banda está neste momento a trabalhar em material novo e a terminar a edição e produção de um novo EP. GAZUA Formados em 2005 os Gazua são uma banda de Rock cantado em Português com base em Lisboa. Da sua formação fazem parte: o João na voz e guitarra que principiou o seu percurso musical no final dos anos 80 com os Corrosão Caótica, passando ainda em 98 pelos Carbon H. Paulinho no baixo, estreou-se também no final do anos 80 com os Jardim do Enforcado, no inicio dos anos 90 com os M.A.D. e os Spitz Buben e, actualmente, participa com os Kamones – banda de tributo aos Ramones que conta com a participação de João Ribas (membro dos Tara Perdida e dos Censurados) ; e, por último, o Paulo Corvo na bateria, que com 30 anos de experiência como baterista (20 deles na mais antiga banda de covers do país, os Ferro e Fogo), é o motor oleado desta formação. São um trio no qual cada elemento já conta por isso com muita experiência dentro do panorama musical nacional e que nos Gazua juntam forças para levar este projecto a bom porto. Em 2007 decidem gravar o primeiro álbum “Convocação”, que teve uma boa receptividade, levando a banda a avançar para o segundo disco exactamente um ano mais tarde. É assim que surge no inicio de 2009 “Música Pirata”. Um disco mais abrangente dentro do estilo Rock, e com um pendente mais inconformista. O conceito deste novo trabalho explora os caminhos que cada um pode seguir à margem da grande indústria consumista que atropela os pequenos criadores, daí o nome “Música Pirata”. Há ainda a curiosidade de ser um CD com uma caixa feita em cartão canelado impresso em serigrafia a duas cores em que não existem 2 totalmente iguais, tendo ainda o detalhe de terem sido criadas 4 capas diferentes que se completam quando juntas. A ideia será passar a mensagem de que a união faz a força! São 12 temas que não se delimitam ao estilo Punk Rock e que passam mensagens de união, construção e constante procura pelas coisas em que acreditamos. Este disco tem edição de autor e distribuição nacional. K203 Oriundos de Santiago do Cacém e apadrinhados pelos Xutos&Pontapés em 1996, os K2o3 lançam pela mão de TIM e com edição da EL TATU, o álbum de estreia intitulado “És capaz”. A banda faz várias primeiras partes dos Xutos, vários concertos de norte a sul e em 1999 editam o segundo trabalho de nome “Grita”. São actualmente uma das mais respeitadas bandas punk rock nacionais, com o estatuto de banda de culto, que frequentemente tem centenas e por vezes milhares de pessoas nos seus concertos, apesar de actuarem num circuito mais alternativo. 2009 marca o regresso dos K2o3 às lides discográficas com o novo álbum intitulado “No fio da navalha”, com edição marcada para o dia 24 de Setembro de 2009. Neste momento a banda está pronta para apresentar o seu novo trabalho ao vivo numa tour que irá percorrer o país de norte a sul e que já conta com várias datas agendadas.