Six Gun Shooter

Originally posted 2014-02-23 19:51:56.

Eagles - Desperado/Outlaw manJimi nasceu num estábulo perto de El Paso, no rancho de um abastado proprietário, possuidor de centenas de cabeças de gado. Os pais trabalhavam para este proprietário havia já vários anos. O pai cavalgava o seu Appaloosa de sol a sol, cuidando que o gado não se extraviasse, ou fosse vitima dos despudorados foras-da-lei, que rondavam as cabeças de gado como abutres circulando alto em torno de mais uma vitima do violento oeste, aguardando a oportunidade para iniciarem o repasto do dia. A mãe de Jimi era criada, curando da limpeza da casa dos patrões que lhe pagavam o salário em géneros: alimentação e dormida.
Jimi corria pelos corredores da casa e era alvo da atenção de todos, incluindo dos patrões dos pais que acreditavam poder, um dia, Jimi ser um grande vaqueiro a quem confiariam a gestão do rancho e das centenas de cabeças de gado que possuíam, uma vez que “O Senhor não os havia abençoado com a dádiva da criação”, no dizer de Ema, a patroa.
Contudo, Jimi cedo mostrou mais disposição para acompanhar o pai nas saídas diárias para a pradaria. Apreciava a brisa quente das tardes de canícula, os riachos onde o gado saciava a sede, os prados que renasciam a cada primavera e os dois Colt de calibre 45 que o pai usava à cintura.
Cedo o pai o iniciou na arte do tiro. Aos 7 anos, Jimi conseguia derrubar uma garrafa postada no cimo de uma vedação a 10 metros de distância. Todos os dias antes de se deitar e fazer as suas orações ao divino, Jimi ensaiava em frente ao espelho o saque dos Colt 45, imaginando-se num duelo de gigantes, no qual, ele, dominador do Oeste selvagem e terror de todos os bandidos da região, era o mais rápido. Jimi assistira, ainda com 5 anos, a um duelo na rua principal de Pecos, quando ele e seu pai ali foram em negócios para vender 133 cabeças de gado do seu patrão. Os dois contundentes, curiosamente, sacaram e atingiram-se em simultâneo, levantando duas nuvens de pó ao cair. Jimi conclui que eram os dois muito rápidos… ou muito lentos. O triunfador acabou por ser o dono do bar local que ficou de novo na posse da garrafa de uísque, motivadora de tão trágico e habitual fim de tarde naquela cidade do Texas, conhecida por acoitar os mais temíveis e desordeiros pistoleiros, mas também por ali residirem os mais rápidos homens da lei a sacar.
Jimi cresceu, nunca tendo frequentado a escola e as poucas letras que lhe eram suficientemente familiares para conseguir ler os letreiros das lojas de El Paso, perto do rancho onde vivia, foram-lhe ensinadas por Ema, que nutria por ele grande simpatia, ainda que discordasse do facto do pai lhe ensinar insistentemente as artes e truques do manuseamento das Colt 45, qual “Doc” Holliday no seu apogeu.
Jimi recordava-se perfeitamente do pai lhe ter dito que, numa ida a Tombstone, ouvira Wyatt Earp dizer daquele que acabaria por ser a sua inspiração: “Ele era o mais habilidoso jogador e o mais nervoso, rápido e mortífero homem com uma arma de seis tiros que eu já vi.” “Doc” fora de facto a mais mortal arma de Tombstone. Acabou por falecer no seu leito vítima da tuberculose, após um trago de uísque e uma última expressão, para sempre gravada na memória dos que estavam presentes no momento: “Tem piada!”. A piada estava no facto de Holliday sempre ter achado que nunca iria morrer deitado numa cama cuspindo os pulmões, mas do tiro certeiro de um pistoleiro mais rápido, dependurado numa corda ou com uma faca cravada nas costelas. O destino não lhe fez a vontade. Contudo, a história já lhe tinha reservado um lugar como o mais rápido e letal homem que alguma vez passara por Tombstone. Quando Holliday morreu, a 8 de Novembro de 1887, Jimi tinha 16 anos e ao saber de tão nefasto acontecimento por um dos vaqueiros do rancho acabado de chegar de Glenwood Springs, uma semana após o facto, chorou toda a noite e, em frente ao espelho do quarto que possuía nas águas furtadas da casa, deixou que a imaginação o levasse dali e no local mais perigoso do Texas, encarnasse mais uma vez na pele do homem em que queria tornar-se: o mais temível “six-gun shooter” do Oeste!

(continua, quando eu estiver para aí virado)

2 thoughts on “Six Gun Shooter

  1. Ò AP, dois colts 45 na pradaria… altamente improvável.
    Esse material era para as ruas de laredo e para o saloon.
    Nas pradarias era mais winchester…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.