Neil "Old Man" Young

Originally posted 2014-02-23 19:52:13.

splash
Neil Young transformou-se para mim, há muitos anos, numa referência musical e poética. É certo que a sua carreira musical tem conhecido alguneil youngns altos e baixos, como quase tudo, mas tal facto não deslustra um dos maiores músicos que a música popular já conheceu. A minha adolescência foi vivida muito ao som de NY, em namoros, em circulos de amigos, em bebedeiras quase letais, em discussões existênciais, em depressões e festejos. Daí esta simpatia pelo homem, pelo músico e pelo poeta.
Pelo ridiculo da questão talvez não devesse mencioná-lo aqui, mas o facto é que um dos meus desejos a concretizar antes de me juntar ao criador, era o de ver NY ao vivo. Fi-lo há uns anos em Vilar de Mouros, 13 de Junho de 2001, debaixo de uma chuva miudinha que paulatinamente me foi humedecendo os ossos, enquanto o “J” se queixava das hemorróidas, por permanecer tanto tempo em pé. A chuva apenas deu um toque mais poético ao momento. As hemorróidas um sainete de realismo.
No entanto, estava satisfeito o desejo. O criador tinha sido bondoso. Talvez devesse assistir a uma missa!…
A titulo de curiosidade aqui fica o alinhamento do concerto em Vilar de Mouros, com os Crazy Horse:
1.Don’t Cry No Tears
2.I’ve Been Waiting For You
3.Love And Only Love
4.Piece Of Crap
5.Going Home [nova nesta tournée]
6.Hold You In My Arms * [nova nesta tournée]
Solo/Acoustic set:
7.From Hank To Hendrix
8.Heart Of Gold
9.Pocahontas
10.After The Goldrush [com pump organ]
Com os Crazy Horse outra vez:
11.Hey Hey My My
12.Sedan Delivery
13.Like A Hurricane
Encore
14.Rockin’ In The Free World *
15.Powderfinger *
16.Welfare Mothers *
17.Roll Another Number (For The Road) *
18.Tonight’s The Night *
*Pegi e Astrid Young coros nestas canções

O mercado põe agora os olhos e, sobretudo, os ouvidos, numa gravação realizada em 1971, no Massey Hall, no qual Young interpreta alguns dos seus melhores temas de sempre. Fica aqui, retirada do seu MySpace, a possibilidade de ouvir e ver uma amostra do que traz o pacote. É só clicar na imagem em cima.

5 thoughts on “Neil "Old Man" Young

  1. Eu também estive nesse concerto. Foi uma noite memorável pois é também uma das minhas maiores referências musicais. Aliás devo ter toda a discografia de NY. Boa crónica.

  2. E ele veio e, como nunca duvidei, deu um dos melhores concertos da minha longa existência. Tb fui grande ouvinte na adolescência, aprendi a tocar guitarra com ele e, depois de algum afastamento, estes reencontros são surpreendentemente e brutalmente maravilhosos. Delirei com living with war. Neil é para mim o exemplo do artista Grande.

  3. Caro Mário, não se poder te tudo! Quem sabe o homem aparece de novo!
    Quanto aos Xutos, eles andam aí!

  4. Pois é, eu também desejava ver o Neil ao vivo, mas graças ao corte de um dedo ele desmarcou uma tournée europeia e lá se foi a oportunidade. Ir até ao Minho nessa altura não foi possível, mas também nunca vi os Xutos ao vivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.