Indios e Vaqueiros

Originally posted 2015-02-04 00:12:01.

Havia répteis:
lagartos e ministros multinacionais da cultura fumada
nos espelhos da casa branca que,
corroída pelo cair da democracia ocidental,
comia o monco das minorias proliferantes na zona Este
dos bairros mal cheirosos de Chicago.
Colhíamos alegres a marijuana ao cair da tarde nova iorquina,
enquanto da Califórnia chegava a senilidade dos presidentes,
os secretários desfloravam a virgindade das putas americanas e
os assaltantes passeavam em ferrugentas viaturas da maldição
as velhas encerouladas,
corredores estéreis da possibilidade dos filhos do metropolitano.
Num adormecer de tardes escuras, trouxemos de Los Angeles os rituais
dos ácidos franciscanos e percorremos voadores o universo da galáxia
aspirando o nevoeiro tóxico que embrenhava os pneus da quinta avenida.
Eu sorria esburacado ao sangue que me adornava a fronte desfeita da máfia citadina.
Sim, eu vendia castanhas!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.