“Magnífico texto do Fernando Sobral e as palavras de Arlindo Pinto… quase que percecionei a sonoridade do movimento, da ação, da força do mundo. Palavras arrumadas em jeito de balanço… para depois ser mais seguro caminhar.
(…) Na busca de nada, encontrei tudo o que aqui deixei e está para lá daquilo que alguma vez quis” demonstra o desapego, a gratidão e a generosidade –
Mais um excelente trabalho que se materializa.”

Graça Sabugueiro