Tristesse

La tristesse durerara toujours” proclamou Vicent na pobreza do leito onde se abandonou à morte suicidária (?) Hunter, no deleite da alvura dos alucinogénios, afirmou perentório I’m “Counting stars by candle light” enquanto fitava de olhos arregalados “Noite Estrelada Sobre o Ródano” McLean afinou o instrumento e porfia na evocação da genialidade construída na mestria impar e solitária dos transtornos afetivos do pintor Ao pintor a pós-morte elevou à maioridade do fadário perpétuo da imortalidade Noites estreladas sobre o Ródano, qualquer outro lugar no “Campo de Trigo com Corvos” Os corvos da morte ou da liberdade, mas para sempre sair dali da angústia fazer infindável felicidade, poética e contraditória existência “Tristesse” é afinal ser e feliz lembrança do autor.